Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Realizações da SICT: Startup Lab

Publicação:

-
-

O Startup Lab é um programa da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Estado (SICT) que tem como foco o desenvolvimento local, tendo a inovação aberta como forma de promover a retomada econômica do RS. Ao aproximar empresas estabelecidas a startups para a resolução de desafios dessas empresas, o programa incentiva o desenvolvimento de novos negócios de base tecnológica e a competitividade das economias regionais por meio do apoio de diferentes atores do ecossistema de inovação envolvidos com as startups.

O Startup Lab

A inovação aberta facilita e incentiva o processo de transformação digital necessário às empresas para estarem em consonância com as exigências do mercado. Desta maneira, o relacionamento entre as empresas e as startups auxilia na atualização e modernização de processos estabelecidos, de modo a acompanhar as mudanças da economia, a fim de garantir a competitividade da economia gaúcha.

O método

Para concretizar os seus objetivos, o programa utiliza o método Startup Lab Hélice de Inovação Aberta, criado com base na experiência das empresas-membro do Instituto Hélice e leva em consideração a missão, os valores e os princípios base do Startup Lab, a fim de proporcionar um alinhamento estratégico entre os diferentes atores envolvidos. O processo engloba cinco momentos, que são pensados de modo a criar um círculo virtuoso de inovação aberta. 

O primeiro momento é o de Ativação, em que os protagonistas do ecossistema são mobilizados; seguido pela Adesão, com o comprometimento com o projeto por parte das empresas parceiras; e o momento de Aproximação, quando as startups são acionadas. Em seguida, ocorrem os momentos de Ação – em que as empresas fazem as provas de conceito –, e de Avaliação - em que as contratações das startups são decididas com base em um relatório proporcionado pela fase anterior.

O projeto é uma parceria entre a SICT, o Instituto Hélice, a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS) e o Conselho de Inovação e Tecnologia (CITEC), o núcleo regional do Instituto Euvaldo Lodi do Rio Grande do Sul (IEL/RS) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE/RS).

As fases

A fase de apresentação do método e ativação do programa já foi efetivada em todos os oito Ecossistemas Regionais de Inovação do Rio Grande do Sul. Dando sequência ao processo, foram constituídos dois grupos de empresas nas regiões Sul e Vales, que definiram seus desafios comuns através do primeiro ciclo de inovação aberta no interior do Estado. 

No primeiro ciclo do programa, foram recebidas propostas de startups para soluções de 23 desafios. Empresas e startups experienciaram o momento de matchmaking, que resultou na consolidação de parcerias entre elas, para a construção dos projetos. Nesta etapa, que ocorreu em setembro, foram realizadas 30 rodadas de negócios ao longo de três dias, com participação de dez empresas-âncoras e 30 startups.

No segundo ciclo, empresas das regiões Metropolitana e Litoral Norte; Serra e Hortênsias; Produção e Norte, Noroeste e Missões inscreveram-se para participar do programa com a proposição de 40 desafios a serem contemplados pelo método de inovação aberta por meio da colaboração com startups. Nesta etapa, que está em andamento, foram 28 empresas-âncoras inscritas provenientes de quatro regiões. As rodadas de negócios estão previstas para 2022.

Capacitações

No ano de 2021, o programa promoveu quatro capacitações no Método Startup Lab + Hélice de inovação aberta para 150 participantes entre agentes de inovação e representantes de 40 empresas de cinco regiões do Estado.

Realizações

O programa, juntamente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS), lançou, em julho de 2021, o edital Startup Lab para projetos de inovação aberta. O certame destinou-se a Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs), em parceria com entidades da sociedade civil organizada, serviços sociais autônomos e órgãos do poder público interessados em difundir a cultura da inovação aberta no Estado. Os oito projetos selecionados, com o investimento total de R$ 968.000,00, integrarão uma rede com pares de outros ecossistemas do RS, além de SICT, Instituto Hélice, Reginp, SEBRAE/RS e CITEC/FIERGS para aproximar as empresas da região de startups desenvolvedoras de tecnologias.

Além disso, o programa proporcionou a participação de 42 startups na 30ª feira da Mercopar, disponibilizando espaço para divulgarem seus cases por meio de uma Chamada Pública. A ação teve apoio da Rede Gaúcha de Ambientes de Inovação (Reginp) e do SEBRAE/RS.

Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia