Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

SICT apresenta primeiros resultados do INOVA RS

Evento de avaliação e reconhecimento será realizado na quarta-feira, 11 de dezembro, no Tecnopuc

Publicação:

PELOTAS, RS, BRASIL, 17/10/2019 - Governador lança Marco Zero do Inova RS na região Sul. Fotos: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini
Secretário Luís Lamb lançou o projeto em todas as regiões do Estado - Foto: Gustavo Mansur/Secom
Na próxima quarta-feira, 11 de dezembro, a secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (SICT) reunirá, no Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), representantes de oito regiões do Estado para o evento de avaliação e reconhecimento do INOVA RS. O programa visa a incluir o Estado no mapa global da inovação a partir da construção de parcerias estratégicas entre a sociedade civil organizada, setores empresarial, acadêmico e governamental das regiões Metropolitana e Litoral Norte; Sul; Fronteira Oeste e Campanha; Central; Noroeste e Missões; Produção e Norte; Serra e Hortênsias; Região dos Vales.
 
Desde o lançamento do INOVA RS, em agosto, a equipe da SICT, acompanhada do secretário Luís Lamb, esteve em todas as regiões, formando os comitês estratégico e técnico, responsáveis pelo mapeamento dos desafios locais e execução dos projetos de solução com foco em inovação. Na quarta-feira, recebe os agentes de inovação dessas localidades para que apresentem os primeiros resultados do trabalho. “Percorremos todo o Estado, dialogamos com representantes de Universidades, prefeituras, empresas e da sociedade. Trabalhamos junto com esses atores no processo de mapeamento dos ecossistemas regionais de inovação, auxiliamos nas conexões entre a academia, empresas, governos. Esse é o modelo de desenvolvimento da nova economia e ficamos muito felizes com a maturidade e o engajamento das regiões do Estado”, comenta Lamb.
 
O secretário destaca que o RS possui grande parte da produção científica do País e precisa direcioná-la para os negócios do século 21, que são baseados em conhecimento. “Essa foi a nossa primeira missão com o INOVA RS: apoiar a conexão da indústria com a pesquisa e a tecnologia. Muitos ecossistemas estão avançados nesse sentido. Agora é uma questão de aprimorar o planejamento e avançar nas realizações”, complementa o secretário.
 
O evento anual de avaliação e reconhecimento do INOVA RS tem como objetivo valorizar o empenho de todas as pessoas que dedicaram tempo e recursos próprios para pensar em soluções para o Rio Grande do Sul, em diferentes áreas como educação, saúde, agronegócio. “Recentemente estivemos na Suécia, Estônia e Israel e o modelo do INOVA RS, de atuação ente quádrupla hélice da inovação, foi muito elogiado. Nosso estado é empreendedor, temos algumas das maiores empresas do País, grandes universidades, um bioma muito importante estrategicamente e um povo trabalhador. Somando esses esforços, temos certeza de que venceremos barreiras e daremos um salto no desenvolvimento”, completa Lamb.
 
INOVA RS em números
8 regiões participantes
+ de 180 cidades envolvidas
+ de 1400 pessoas mobilizadas
+ de 7 mil quilômetros percorridos pelo Estado, de agosto a novembro, entre idas e vindas das regiões para reuniões de trabalho
+ de 200 pessoas envolvidas nos comitês estratégico e técnico das regiões
 
 
Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia