Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Publicações

Publicações
Publicações - Foto: Beatriz Perez Moya

Publicações do Governo Estadual

Relatório técnico de autoria do Departamento de Economia e Estatística da Seplag, consiste na análise de um conjunto de indicadores representativos das capacitações em ciência e tecnologia dos principais atores que compõem o sistema de inovação gaúcho: as instituições de ensino superior (IES), as empresas das indústrias extrativas e de transformação e de serviços intensivos em conhecimento, e o Governo estadual, no que se refere ao fomento e apoio financeiro aos processos de C&T.

Visualize o documento

Visualize a apresentação

Este documento propõe ações estratégicas de longo prazo, articuladas e objetivas, para situar o RS como referência nacional no uso da inovação como transformadora do dinamismo socioeconômico crescente. Apresenta
pela primeira vez, de forma consolidada, o Sistema Gaúcho de Inovação (SGI). Identifica novas tecnologias, essenciais para o futuro competitivo do setor produtivo gaúcho. A visão de futuro, objetivo estratégico e diretrizes de inovação 2018/2028 foram definidos através de metodologias baseadas em conhecimento, participação e cooperação dos diversos atores que compõem o Sistema Gaúcho de Inovação. Foi aprovado em reunião do Conselho de Ciência e Tecnologia do RS em 7 de novembro de 2018.

Visualize o documento

Publicações de fontes diversas

Publicado por Insead, Cornell University e Organização Mundial de Propriedade Intelectual. O GII 2019 classifica 129 economias com base em 80 indicadores, que vão desde medidas tradicionais, como investimento em pesquisa e desenvolvimento e pedidos de patentes e marcas internacionais, até indicadores mais recentes, como a criação de aplicativos para smartphones e a exportação de alta tecnologia. 

Visualize o documento

O Manual de Oslo fornece diretrizes para coletar e interpretar dados sobre inovação. Ele visa facilitar a comparabilidade internacional e fornece uma plataforma para pesquisa e experimentação em mensuração de inovação. Suas diretrizes destinam-se principalmente a apoiar os órgão governamentais nacionais de estatística e outros produtores de dados de inovação na concepção, coleta e publicação de medidas de inovação para atender a uma variedade de necessidades de pesquisa e políticas. Além disso, as diretrizes também foram elaboradas para serem de valor direto para os usuários de informações sobre inovação.

Visualize o documento

Publicações do Governo Federal

As rápidas transformações na economia e na sociedade proporcionadas pelo ambiente digital impõem novos desafios à atuação do governo. As ações estratégicas definidas têm foco no papel do governo como habilitador e facilitador dessa transformação digital no setor produtivo do país, na capacitação da sociedade para essa nova realidade, e na atuação do Estado como prestador de serviços e garantidor de direitos.
A E-Digital oferece um amplo diagnóstico dos desafios a serem enfrentados, uma visão de futuro, um conjunto de ações estratégicas que nos aproxima dessa visão, e indicadores para monitorarmos o progresso no atingimento de nossos objetivos.

Visualize o documento

Este relatório tem como objetivo apresentar os dados consolidados relativos ao ano-base 2018 fornecidos pelas Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICT) ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), por meio do Formulário para Informações sobre a Política de Propriedade Intelectual das Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação do Brasil (Formict).

Visualize o documento

A presente publicação reúne os resultados de um dos diversos estudos encomendados pelo MCTIC com o intuito de instrumentalizar os gestores públicos e técnicos com informações e análises contextualizadas nos processos de tomada de decisão. Trata-se de uma pequena contribuição a um tema de grande complexidade e relevância que irá demandar uma atuação multifocal e coordenada do Poder Público de forma a permitir que as futuras gerações vivam em cidades inclusivas, com melhor qualidade de vida e usufruindo de uma interação mais harmoniosa com o meio ambiente.

Visualize o documento

A ENCTI 2016-2022 é o documento de orientação estratégica de médio prazo para a implementação de políticas públicas na área de CT&I, bem como servir como subsídio à formulação de outras políticas de interesse. Elaborada a partir de uma consulta pública e amplamente debatida com os atores do setor, essa Estratégia dá continuidade e aperfeiçoa sua antecessora, reforçando pontos de sucesso ainda por avançar, corrigindo rumos e estabelecendo novas ações oportunas para o contexto vigente e para tendências futuras.

Visualize o documento

Este é um documento de orientação estratégica do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para atuação nas áreas de energias renováveis e biocombustíveis, sendo parte integrante da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI 2016-2022).

Visualize o documento

Este é um documento de orientação estratégica do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para atuação na área temática priorizada referente aos minerais “portadores de futuro” (elementos terras-raras, lítio e silício) e aos minerais que apresentam déficit comercial (agrominerais) com relação à sua importância econômica e estratégica para o País, sendo parte integrante da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI 2016-2022).

Visualize o documento

Este é um documento de orientação estratégica do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para atuação na área de Petróleo e Gás Natural, sendo parte integrante da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI 2016-2022). O foco desse Plano são as atividades de upstream, englobando principalmente as atividades de produção e exploração em terra e no mar, exploração e produção de shale gas em terra e o desenvolvimento da cadeia de fornecedores de produtos e serviços com o objetivo de aumentar o conteúdo local da indústria nacional.

Visualize o documento

A ProFuturo está alicerçado no ENCTI 2016-2022 e nos workshops ocorridos em sete Estados brasileiros, com prioridades e recomendações consolidadas no documento de Perspectivas de Especialistas Brasileiros sobre Manufatura Avançada no Brasil. Também contribuíram para fundamentar a iniciativa, pesquisa realizada em empresas brasileiras pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e estudo contratado da Acatech (Deutsche Akademie der Technikwissenschaften) pela GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit) em cooperação com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, assim como a contribuição de colaboradores dos principais atores dos setores governamental, acadêmico e empresarial, comprometidos com atividades associadas à manufatura avançada.

Visualize o documento

Este é um estudo prospectivo, cujo propósito maior é possibilitar a estruturação de uma agenda, com objetivos e ações de curto, médio e longo prazos, vinculados ao desenvolvimento dessas cadeias produtivas. O escopo do estudo compreende a construção de cenários prospectivos do mercado global de ETRs e a definição de um cenário de referência, que serviu de pano de fundo para a construção do roadmap estratégico da cadeia produtiva de terras raras (TRs) no Brasil como um todo. O estudo inclui a definição de direcionadores estratégicos – visão de futuro e objetivos de longo prazo – referentes às cadeias produtivas de ímãs permanentes, catalisadores, ligas metálicas, fósforos e pós para polimento e fabricação de vidros e lentes especiais.

Visualize o documento

Este guia foi construído em conjunto pelo Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (FORTEC) e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), com vistas de auxiliar os gestores de ICTs a adequarem suas normas internas ao Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). A instituição da Política de Inovação nas ICTs dará maior agilidade e segurança jurídica para que o conhecimento gerado na academia possa ser melhor aproveitado pelo setor empresarial e pela sociedade, para que o Brasil consiga tirar melhor proveito desse conhecimento.

Visualize o documento

O Plano de Inovação 2018-2022 é um documento de orientação estratégica do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para sua atuação nessa área nos próximos cinco anos. Integrado à Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI 2016-2022), o plano apresenta um conjunto de ações prioritárias e metas para o período de 2018 a 2022.

Visualize o documento

.

Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia